in

Aliado de Bolsonaro torna BBB caso de polícia e Globo se dá mal

Foto/Montagem: TV Globo / Veja

A coisa anda feia para o Big Brother Brasil. O programa da Globo está diante de várias acusações e virou até objeto do mundo político. O vereador carioca Átila Alexandre Nunes, do MDB, partido que tem é aliado do presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, está uma “arara” com  a atração de confinamento.

Publicidade

Em uma rede social, ele confirmou que notificou a Delegacia De Crimes Raciais E Delitos De Intolerância, a Decradi, no Rio de Janeiro, sobre o que tem acontecido dentro do programa comandado por Tiago Leifert. 

Vereador de legenda aliada ao presidente da república diz que abriu queixa contra programa da Rede Globo

As motivações para a ação do vereador foram declarações dadas por Maycon e Paula. Eles tem feito ofensas consideradas racistas no programa da Globo.

Publicidade

No caso de Maycon, ele também já confessou ter feito relações com animais. Mesmo diante de tanta polêmica, no programa desta terça-feira, 12 de fevereiro, Tiago Leifert disse para Paula que ela poderia falar o que quisesse.   Horas depois, o político aliado a Bolsonaro se revoltou,  fazendo o post contra a atração. 

Publicidade

Veja abaixo a publicação na rede social do vereador, na qual ele confirma que abriu um pedido de inquérito contra declarações no BBB e ameaça agir frente ao Ministério Público:

Publicidade

“As declarações de cunho racista e de intolerância religiosa ditas por integrantes do BBB 19 devem sim ser alvo de inquérito por parte da Decradi. É preciso que as pessoas percebam as consequências legais de suas atitudes. Por isso, notifiquei a Decradi sobre a necessidade de investigar esses acontecimentos. Se for necessário, também faremos uma representação direta ao Ministério Público‘, escreveu  o vereador carioca em sua rede social. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.