in

Socialite milionária faz festa com negras fantasiadas de escravas e causa revolta

Reprodução/Instagram Donata Meirelles

Diretora da revista Vogue Brasil, publicada pela Editora Globo, Donata Meirelles fez um festão para comemorar seus 50 anos de vida. O problema é que a festa com temática colonial causou a ira de muitos internautas que viram um claro episódio de racismo nas imagens que foram divulgadas.

Publicidade

A festa ocorreu em Salvador, na sexta-feira (8), e tinha clara menção à escravidão. No local, tinha até um trono de sinhá. Dele, os convidados podiam tirar foto ao lado de negras fantasiadas de escravas.

Nas redes sociais, muitos internautas se manifestaram contra Donata. “Ninguém faz festa temática de Auschwitz por motivos óbvios, mas a elite brasileira acha de bom tom fazer festa escravocrata”, escreveu uma internauta no Twitter, onde a hashtag #DoShow50 foi usada para comentar a festa de Donata Meirelles, que é casada com o publicitário Nizan Guanaes desde 2002.

Publicidade

“Cada dia que passa as coisas vão sendo postas e mostrando como é a realidade dos negros no Brasil. Somos a maioria, mas querem nos calar, nos colocar na senzala. Donata Meirelles, você é muito racista e muito racista”, esbravejou outro internauta.

Publicidade

Em defesa de Donata, alguns internautas disseram que a festa não tem temática colonial, mas sim faz referência ao candomblé. A socialite pediu desculpas. “Mas vale também esclarecer: nas fotos publicadas, a cadeira não era uma cadeira de Sinhá, e sim de candomblé, e as roupas não eram de mucama, mas trajes de baiana de festa. Ainda assim, se causamos uma impressão diferente dessa”, esclareceu.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!