in

Horas antes de morrer, Gedson comemorava contratação do Flamengo

G1

A tragédia no Centro de Treinamento do Flamengo nesta sexta feira (8) abalou a todos os brasileiros. Um incêndio atingiu o Ninho do Urubu, CT do Flamengo,  no Rio de Janeiro.

Publicidade

Uma tragedia que abalou o mundo inteiro, além do meio futebolístico. Ao todo dez mortes e três feridos foram confirmados, todos eles do time de base do Flamengo.

Um dos jogadores que foi vítima da tragédia nesta sexta feira, o adolescente Gedson Beltrão dos Santos Corgosinho, de 14 anos, postou no Facebook horas antes da tragédia que havia se mudado para o Rio de Janeiro. O jovem Gedson era atacante e tinha acabado de chegar no Rio de Janeiro. O garoto estava apenas há dois dias no CT do Flamengo.

Publicidade

Muitas pessoas mandaram mensagens de parabéns para Gedson por ter conseguido o feito de ir morar no Rio de Janeiro para jogar no Flamengo. O adolescente anteriormente estava no Athletico Paranaense, onde terminou seu contrato no fim de 2018 e o Flamengo escolheu por apostar no jogador.

Publicidade

Pedro Henrique Pereira, de 15 anos e jogador de Guarani, jogou com Gedson no Athletico Paranaense e contou que ele era uma pessoa com muitos sonhos e era um bom garoto Contou também que o jovem sempre foi verdadeiro e amigo.

Publicidade

Parentes e amigos da jovem vítima disseram que o sonho de Gedson era se tornar jogador de futebol, e que ele sempre faria o possível pra ver seu sonho se realizar. Os familiares estão muito abalados e pouco se pronunciaram para falar sobre Gedson e a tragédia. Ele era um dos mais novos entre as vítimas e era o último que havia chegado na equipe.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Bruno Avila

Redator de futebol, política e famosos desde 2016. Hoje um dos redatores mais lidos do 1News Brasil. Fique à vontade para falar comigo: brunoavilaprof@outlook.com