in

Ator acusa Bolsonaro de censurar seu filme e recebe resposta épica do presidente

Reprodução / YouTube Bolsonaro Presidente

O ator norte-americano, Kevin McHale, que ficou famoso por sua participação na série Glee, foi mais um famoso que resolveu atacar o presidente Jair Bolsonaro (PSL). Mas o ator não ficou impune e recebeu resposta.

Publicidade

“Então começou. Boy Erased acabou de ser banido no Brasil. Bolsonaro é uma ameaça e um perigo para a comunidade LGBTQ+ no Brasil. Censurar um filme sobre os perigos da terapia de conversão é só o começo”, escreveu McHale, no Twitter.

O comentário foi feito depois que a distribuidora de filmes, Universal, anunciou que não iria levar o longa-metragem, ‘Boy Erased – Uma verdade anulada’ para as telas de cinema. Com isso, a história que retrata um caso de cura gay será distribuída apenas em DVD e outros formatos.

Publicidade

Depois de ser criticado, Bolsonaro se manifestou por meio de sua conta oficial no Twitter. “Fui informado de que um ator americano está me acusando de censurar seu filme no Brasil. Mentira! Tenho mais o que fazer. Boa noite a todos!”, afirmou o presidente.

Publicidade

Bolsonaro está acostumado a bater de frente com artistas. No Brasil, diversos atores e atrizes, além de cantores, já se manifestaram contra o presidente eleito. Durante a corrida eleitoral, muitos fizeram campanha contra ele.

Publicidade

Bolsonaro segue internado no hospital Albert Einstein, em São Paulo, onde realizou cirurgia para retirada da bolsa de colostomia. A previsão inicial era a de que o presidente recebesse alta na próxima quinta-feira. A data foi ser prorrogada devido aos problemas que Bolsonaro teve neste final de semana.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!