in

Ativista ligada a MC Melody e que denunciou João de Deus comete suicídio

A ativista Sabrina Bittencourt, que ajudou a revelar os abusos íntimo cometidos pelo médium João de Deus, faleceu neste sábado (02).

Publicidade

Em uma nota de falecimento assinada pela por Maria do Carmo Santos, presidente da ONG Vitimas Unidas, onde Sabrina atuava, traz uma revelação chocante sobre sua morte.

Na carta, a presidente da ONG relata que Sabrina cometeu suicídio. “O grupo Vítimas Unidas comunica com pesar o falecimento de Sabrina de Campos Bittencourt ocorrido por volta das 21h deste sábado, 02 de fevereiro, na cidade de Barcelona, na Espanha, onde vivia atualmente. A ativista cometeu suicídio e deixou uma carta de despedida relatando os porquês de tirar sua própria vida”.

Publicidade

A presidente ainda pediu para que as pessoas não tentem entrar em contato com nenhum representante da família da moça, pois, eles querem ser preservados de qualquer pergunta dolorosa que possa ser feita agora. O marido de Sabrina, está tentando proteger dois dos três filhos do casal, que ainda não sabem do acontecido.

Publicidade

Por enquanto ainda não se têm informações sobre onde será o local do velório e enterro da ativista. A nota termina com uma declaração de amor a Sabrina, dizendo que jamais vão desistir da luta contra o preconceito e o machismo.

Publicidade

Recentemente, Sabrina havia assumido os cuidados com a carreira de MC Melody e sua irmã, conhecida como Bella Angel, que também é cantora. Felipe Neto, que havia criticado a funkeira mirim, foi quem indicou a moça para cuidar do caso dela. Em uma entrevista que concedeu a revista Mari Claire, a ativista revelou ter sido vítima de abusos por parte de membros da igreja que frequentava com a família aos 16 anos. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Rômulo NC

Ator, youtuber e redator, Rômulo N.C é formado pela casa de artes cênicas Recriarte e sempre atuou como escritor de diversos sites.