in

STF retira queixa contra Bolsonaro, revolta PT e ministro dá resposta fatal

Reprodução: YouTube - UOL

Nesta sexta-feira (01), o presidente Jair Bolsonaro ganhou um “presente” do Supremo Tribunal Federal, dado por uma decisão do ministro Ricardo Lewandowski. O ministro suspendeu a queixa que foi apresentada pelo PT contra o presidente Jair Bolsonaro, na época das eleições presidenciais.

Publicidade

Durante uma campanha eleitoral no Acre, o então candidato Jair Bolsonaro disparou a frase polêmica “fuzilar a petralhada”. Lewandowski entendeu que o presidente não pode responder por fatos que aconteceram anterior ao seu mandato, por isso, a queixa apresentada foi suspensa.

Diante disso, a coligação O Brasil Feliz de Novo, da qual o PT fez parte, entrou com uma ação no STF (Supremo Tribunal Federal), para que o presidente responda por injúria eleitoral, na qual inclui incitação ao crime e ameaça. A legenda ainda faz referência ao tripé usado por Bolsonaro, para simular uma arma.

Publicidade

Em um vídeo que foi amplamente compartilhado nas redes sociais, Bolsonaro disse: “Vamos botar esses picaretas para correr do Acre. Já que eles gostam tanto da Venezuela, essa turma tem que ir pra lá. Só que lá não tem nem mortadela, galera. Vão ter que comer é capim mesmo”.

Publicidade


O ministro relatou que até o final do mandato de Bolsonaro, o caso ficará suspenso e que os prazos de discrição não contam. Na ocasião de sua decisão, Lewandowski declarou que determinava a suspensão da presente representação e do curso do prazo prescricional, que os crimes que estão nelas foram referidos. Por enquanto, o PT fica impedido de recorrer da decisão, até que o presidente não esteja mais no cargo.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Rômulo NC

Ator, youtuber e redator, Rômulo N.C é formado pela casa de artes cênicas Recriarte e sempre atuou como escritor de diversos sites.