in

Água do Rio Paraopeba é contaminada pela lama e oferece risco à saúde humana e animal

Hora do povo

Foi divulgado na madrugada desta quinta-feira (31), o resultado obtido pelo monitoramento do Rio Paraopeba realizado pelo governo de Minas Gerais. Segundo a nota divulgada, os rejeitos de minério do rompimento da barragem em Brumadinho contaminaram a água, tornando a mesma, imprópria para o consumo, pois segundo o relatório, oferece riscos à saúde humana e animal.

Publicidade

A orientação é das secretarias de Estado de Saúde, Meio Ambiente, Desenvolvimento Sustentável (Semad), e Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Segundo eles, não é indicado o uso da água bruta até que ela seja regularizada.

Também foi recomendada pelo governo que a população e animais mantenham cerca de 100 metros de distância das margens do rio.  

Publicidade

A Vale deve fornecer água potável aos moradores da região que foram afetados, segundo decreto do estado.  

Publicidade

O governo de Minas Gerais também alertou a população para que qualquer pessoa que tenha tido contato com a água contaminada, fique atenta à saúde e caso apresente sintomas como diarreia, vômito, coceira, entre outros, procure imediatamente atendimento médico.  

Publicidade

Rio São Francisco

Segundo os pesquisadores da Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj), o risco da lama atingir o Rio São Francisco é alto. Nelson Freire, pesquisador com pós-doutorado em risco de desastres naturais, diz que os metais pesados presentes nos rejeitos de minério devem migrar do leito do Rio Paraopeba para o Rio São Francisco, mesmo com com o sacrifício da Usina Hidrelétrica Retiro Baixo, sinalizado pelo governo federal. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade