in

Mãe que enterrou dois filhos procura caçula em Brumadinho e emociona com o que diz

Foto: Record TV Minas

Perder um filho não é algo fácil. Uma mãe, no entanto, passa pela terceira vez a dor de acreditar que um filho faleceu. Iolanda de Oliveira Silva, de 48 anos, enterrou Richard Oliveira, de 18 anos, assassinado pelo pai da namorada. O caso teve grande repercussão na mídia, na época. 

Publicidade

Em 2005, outro filho de Iolanda acabou falecendo. Dessa vez, o jovem de 19  anos, identificado como Michael, lutou contra um câncer no sangue, porém, não resistiu. A morte abalou a mãe, que ainda teve força por conta de dois filhos gêmeos. 

Um deles, agora, é uma das vítimas da tragédia de Brumadinho. Robert trabalhava com assistência geral na Vale do Rio Doce. Para sua mãe, no entanto, ele está morto. Ela emociona ao contar que não tem mais esperanças para encontrar o filho vivo. 

Publicidade

Robert já havia alertado a mãe sobre riscos na barragem. Segundo Iolanda, o filho relatava que há 20 dias a barragem estava “minado água”. Desde sexta-feira (25), a mãe de Robert vai ao local em busca de notícias do filho.

Publicidade

Em Brumadinho, mãe tenta explicar a dor que que é perder três filhos e diz não ter mais esperanças

Uma das irmãs de Robert também conversou sobre o assunto. Rute, de 22 anos, diz que a mãe está sofrendo muito e que a família ainda não sabe lidar com mais essa perda:

Publicidade

“— Não sabemos como vamos continuar, como serão as coisas. Não sei se minha mãe consegue voltar a trabalhar. A gente não sabe como vai fazer”, explicou ela. 

De acordo com os números atualizados desta quinta-feira, 31, 110 corpos foram resgatados pelos bombeiros e mais de 200 ainda encontram-se desaparecidos. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.