in

Justiça de Minas age e técnicos que aprovaram barragem de Brumadinho acabam de ser presos

G1

Na manhã desta terça-feira (29) dois mandados de prisão expedidos pela Justiça Estadual de Minas Gerais foram cumpridos pelo Ministério Público de São Paulo e a Polícia Civil do estado.

Publicidade

Os réus, são os engenheiros que atestaram a segurança da barragem 1 da Mina do Feijão, que se rompeu em Brumadinho (MG).

Em Minas Gerais também foram cumpridos outros três mandados. Na noite desta segunda-feira (28), a Defesa Civil do estado mineiro informou que existem 279 desaparecidos e 65 mortes confirmadas, após o rompimento da barragem que pertence a mineradora Vale. Nesta terça-feira, será o 5ª dia de buscas atrás dos outros desaparecidos.

Publicidade

Makoto Namba e André Yum Yassuda foram presos em suas casas, o primeiro em Moema, o segundo em Vila Mariana, Zona Sul da cidade de São Paulo. As ordens para que a prisão dos engenheiros fosse efetivada foi expedida no último domingo. A Reportagem do site G1 tentou entrar em contato com a defesa dos réus, mas não obteve sucesso.

Publicidade

AS ações feitas no estado de São Paulo, parte de uma operação que também se desenvolve em Minas Gerais, onde vem sendo coordenadas por promotores no núcleo da capital do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do MP de São Paulo, em conjunto com o Departamento de Capturas (Decade) da Polícia Civil paulista.

Publicidade

Os investigadores do Ministério Público também estão atrás de informações para verificar a procedência dos documentos técnicos que foram apresentados pela empresa terceirizada, que alegava a segurança total da barragem rompida na última sexta-feira (25).

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Rômulo NC

Ator, youtuber e redator, Rômulo N.C é formado pela casa de artes cênicas Recriarte e sempre atuou como escritor de diversos sites.