in

Luto: morre uma das maiores jornalistas que marcou gerações e cobriu grandes reportagens

Gospel Geral

A ano já começou com diversos artistas deixando um rastro de saudades por onde passam. Neste domingo (27), foi a vez da jornalista Helle Alves dar adeus.

Publicidade

Aos 92 anos, Helle Alves, que morava em Santos, litoral do estado de São Paulo, partiu, deixando muita dor e tristeza para os familiares.

Helle fez história na televisão brasileira, pois sua trajetória começou na antiga TV Tupi. Em seguida, passou por grandes veículos de comunicação, onde mostrou o trabalho brilhante que fazia com maestria. A jornalista ficou conhecida não só pela forte atuação que tinha dentro do jornalismo, mas também por sair em defesa dos idosos, que não tinham a que recorrer e sofrem, na maioria das vezes, sem saber para quem pedir ajuda.

Publicidade

Além disso, ela também era amante dos livros e mostrava ser uma grande engajadora na hora de promover a leitura, tanto, que vivia organizando diversas feiras dos livros na região de Santos, para incentivar as pessoas a lerem mais. A causa da morte da jornalista ainda não foi divulgada.

Publicidade

O velório será na Beneficência Portuguesa, mas o enterro será realizado no cemitério de Areia Branca. Em dezembro de 2012, Helle lançou um livro, em que contava vários fatos vividos durante a profissão. Uma de suas maiores coberturas foi a morte do guerrilheiro Che Guevara, no qual chegou a ver o corpo dele, no chão: “O cadáver de Guevara era vestido de trapos, magro, sujo. E o cadáver sorridente, lindo e parecendo cristo realmente”.

Publicidade

Além disso, ela cobriu o misterioso assassinato do presidente Castelo Branco, em 1967. Na ocasião do lançamento de seu livro, Helle estava se sentido mais viva, pois sabia que agora a imprensa era livre para falar o que quisesse.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Rômulo NC

Ator, youtuber e redator, Rômulo N.C é formado pela casa de artes cênicas Recriarte e sempre atuou como escritor de diversos sites.