in

Caso João Pedro: mãe confessa ter matado o filho doente e padrasto que viu tudo vai preso

Reprodução / Arquivo Pessoal

O menino João Pedro, de apenas três anos, foi espancado e morto pela mãe e pelo padrasto na cidade de Cruzeiro, interior de São Paulo. A criança foi morta na última sexta-feira (18). A polícia tomou conhecimento do caso após a notícia do desaparecimento do menino viralizar nas redes sociais.

Publicidade

Chamou a atenção dos policiais o fato de os responsáveis pelo menino não registrarem boletim de ocorrência, como é comum em casos como esse. Por isso, os policiais foram à casa da família.

Na manhã de domingo (20), mãe e padrasto de João Pedro foram levados à delegacia. No depoimento, a mãe alegou que o menino passava mal no dia do crime. Ele tinha uma virose, segundo ela. A mãe teria dado umas palmadas na criança.

Publicidade

“Ela disse que ficou assustada, com medo, quando percebeu que a criança estava morta e decidiu enterrar”, afirmou a delegada Sandra Pinto Vergal. O corpo de João Pedro foi encontrado em um matagal.

Publicidade

Ele tinha ferimentos e fraturas nas pernas, braço e no rosto. O padrasto, de 23 anos, foi preso também porque a polícia o considerou cúmplice do crime cruel que chocou a cidade do interior de São Paulo.

Publicidade

Este homem tinha antecedentes criminais por roubo e furto. A Polícia Civil afirmou que o casal nunca foi denunciado antes por maus tratos. O pai de João Pedro, chamado Juan, tentava na Justiça conseguir a guarda do filho.

Ele foi internado após o enterro, realizado nesta segunda-feira (21). O homem tem vivido a base de medicamentos e não se conforma com a morte trágica e cruel do filho pequeno.

Publicidade
Destaque: Mulher quase é presa por emagrecer demais! Confira
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!