in

Conheça tipos de arma de uso permitido no Brasil

Fonte: DOL

Uma das pautas que está gerando mais polêmica no governo de Bolsonaro é com relação à regulamentação da posse de armas no Brasil, que permite ao cidadão civil ter até quatro armas em casa, podendo, inclusive, pleitear um número maior desde que prove a existência necessária para tanto. 

Publicidade

O país estabelece regras para quem deseja adquirir, devendo obedecer aos requisitos impostos pela legislação brasileira. Enquanto aliados do presidente apoiam a medida, os opositores criticam, alegando um provável aumento da violência. Entretanto, o decreto já foi assinado pelo presidente, possibilitando pessoas que não apresentem histórico criminoso, tenham mais de 25 anos e que mostrem ter capacidade mental equilibrada de adquirirem arma.

O Exército é o principal órgão que regulamenta quais tipos de armas poderão ser adquiridas no país. Além disso, existe um decreto presidencial regulando sobre o assunto. Armas com poder de destruição grande e que são capazes de devastar uma cidade não estão na lista, pois a regra permite armamento que garanta a legitima defesa.

Publicidade

O direito de proteger a propriedade privada bem como a família foi um dos principais motivos que fez com que a posse de armas fosse autorizada no país, uma vez que as pessoas podem utilizar a auto defesa mediante um perigo real.

Publicidade

Nesse sentido, devido ao aumento de violência em determinadas áreas do Brasil, o governo alegou que existe uma necessidade de se defender de eventuais invasores. O assunto continua gerando questionamentos, pois nem todos apresentam a mesma visão com relação ao assunto.

Publicidade

As armas que podem ser compradas no Brasil são: Beretta Bobcat, Sig Sauer 226 Classic, Taurus 82, Imbel .380 GC MD1, Bolt Action 8122, Circuit Judge 413,  Pump 3.0 – Cano 24, Imbel GC MD1, Glock G22,  Taurus 444, Colt AR15, Glock 18, SMT 40 C, Imbel AGLC .308. 

Publicidade
Publicidade

Escrito por Andressa Cavalcante

Bacharel em direito, também possui formação no curso de Análise e desenvolvimento de sistemas, há 3 anos que trabalha como colunista em sites. Trabalha como Gerente de Mídia Social na página Garota Conservadora assim como em Loucos por Armas ambos do Facebook, no Instagram administra os perfis @versosdadireita e @blogconservadora