in

Em noite de paródia com Bolsonaro, Globo tem três más notícias e se dá mal

Reprodução / TV Globo / PSL

A noite de terça-feira (15) na Rede Globo foi marcada pelas estreias do Big Brother Brasil 19 e do humorístico Tá no Ar, que teve como grande destaque uma paródia de Marcelo Adnet com o presidente Jair Bolsonaro (PSL). A brincadeira está repercutindo nas redes sociais, mas a audiência noturna das duas estreias da emissora não teve boa audiência.

Publicidade

O Big Brother Brasil 19 registrou a pior estreia da história do reality show. Na região da Grande São Paulo, o programa marcou 22,5 pontos de audiência, segundo dados do Ibope divulgados pelo Notícias da TV.

O recorde negativo era o do BBB 16, que marcou 24,4 pontos de média na estreia, em 2016. A melhor audiência foi registrada em 2002, na primeira edição, quando alcançou 49 pontos.

Publicidade

Na esteira do BBB 19, o Tá no Ar estreou sua sexta e última temporada e o grande destaque foi a paródia de Jair Bolsonaro na Vila do Chaves. O Bolsonaro fictício interpretado por Adnet xingou Seu Madruga, Professor Girafales, chamou Chiquinha de “fraquejada” e disse que o Chaves não poderia chorar porque é homem.

Publicidade

O quadro fez sucesso na internet, mas não foi muito bem na TV. A estreia do Tá no Ar registrou 13,3 pontos de média na Grande São Paulo. A estreia do ano passado alcançou 15,2 pontos.

Publicidade

A terceira má notícia para a Globo foi a confirmação de que a emissora não vendeu as seis cotas de patrocínio do Big Brother Brasil. Apenas quatro empresas quiseram associar suas marcas ao reality show mais longevo da TV brasileira: Cerveja Itaipava, Johnson & Johnson, Burger King e Faculdades Anhanguera.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!