in

Marcelo Adnet debocha de Bolsonaro em programa na Globo, satirizando o seriado Chaves

Reprodução da Rede Globo

A Rede Globo anunciou o fim do seu programa humorístico, transmitido nas noites de terça-feira na emissora, chamado Tá no Ar: a TV na TV. Esta é a sexta temporada da atração, e o primeiro episódio dela foi ao ar na noite de 15 de janeiro.

Publicidade

Na ocasião, o humorista Marcelo Adnet fez uma paródia do seriado mexicano El Chavo del Ocho, tradicionalmente conhecido no Brasil como Chaves, tendo sido transmitido por várias décadas pela emissora de Silvio Santos, o SBT, e que agora também tem seus direitos de transmissão pelo grupo Globo.

O que chamou a atenção dos telespectadores foi a sátira feita envolvendo o presidente da República, Jair Bolsonaro, que na atração aparece sendo o novo proprietário da famosa vila, tradicionalmente de propriedade do personagem Senhor Barriga.

Publicidade

Marcelo Adnet imita bordões de Jair Bolsonaro

Ao interagir com os demais personagens, Marcelo Adnet, incorporando o personagem, reproduz uma série de bordões do presidente. Até mesmo o jeito de falar de Bolsonaro, com a língua presa, foi imitado pelo comediante.

Publicidade

Em uma das cenas, ao cobrar os famosos ’14 meses de aluguéis’ que o personagem ‘Seu Madruga’ sempre deve, este alega estar impossibilitado de honrar com seu compromisso, por estar desempregado. O comediante então se dirige pra ele, e exclama: “VA-GA-BUN-DO”. Este bordão, inclusive, foi várias vezes repetido ao longo do episódio, e ganhou muito destaque nas redes sociais. Nos Trending Topics do Brasil, no Twitter, alcançou as primeiras colocações, como assunto mais comentado em nosso país.

Publicidade

Comediante reproduz algumas polêmicas envolvendo o presidente

Marcelo Adnet também tocou em algumas polêmicas situações envolvendo o presidente. Ao se dirigir para a personagem Chiquinha, por exemplo, uma jovem criança, ele afirmou que ela teria sido fruto de uma ‘fraquejada’, em menção a uma fala de Jair Bolsonaro, antes de se eleger para o cargo de chefia do Executivo nacional, ao falar sobre seus filhos homens, e sua única filha mulher, Laura.

Polêmicas recentes também foram tratadas. O comediante fez questão de fazer menção à repercussão atual da ministra Damares, e suas várias frases que agitaram o país. Em uma das cenas, ele se interage com a personagem Dona Florinda, que na oportunidade estava trajando a roupa azul. Com isso, o comediante a chama de ‘desajustada’, e afirma que a culpa de seu filho, Quico, ser afeminado, é de responsabilidade da personagem.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Henrique Furtado

Henrique Furtado é um redator com vasta experiência no jornalismo online. Solidificou sua carreira com coberturas marcantes sobre os principais acontecimentos no Brasil e no mundo ao longo da última década. Suas especialidades englobam desde os bastidores da política, versando por esportes, atualidades e, claro, tudo o que acontece no mundo dos famosos. Está sempre ligado para entregar, em primeira mão, as últimas novidades para os seus leitores, 24 horas por dia, 7 dias por semana, 365 dias por ano.

Contato: henriquefurtado.jornalista@gmail.com