in

Estádio e mais R$ 3 bilhões: Flamengo costura detalhes para anunciar patrocínio da China

Segundo o jornalista Jorge Nicola, do Yahoo Esportes, o Flamengo negocia com uma empresa gigante que pode enriquecer o clube.

Publicidade

Trata-se da Alibaba, empresa sediada em Hangzhou, na China, cujos negócios são baseados em e-commerce (pela internet), incluindo sites de business-to-business, vendas em varejo, pagamentos online, motor de busca para compras e serviços de computação na nuvem.

Ainda de acordo com o jornalista, duas fontes teriam confirmado as tratativas do Flamengo com o grupo chinês. Segundo as fontes, o atual presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, e o CEO do Rubro Negro, Reinaldo Belotti, já se reuniram algumas vezes para discutir os detalhes do contrato astronômico.

Publicidade

E, inclusive, uma das fontes revelou ao jornalista os valores do contrato. O valor total seria de R$ 4, 5 bilhões. Deste montante, R$ 1, 5 bilhão seria utilizado para a construção da Arena Alibaba, com capacidade para R$ 60 mil pessoas.

Publicidade

O estádio apenas levaria o nome da empresa, mas o Flamengo teria 100% de autonomia e lucro nas arrecadações com bilheteria e etc. Já os R$ 3 bilhões, seriam diluídos durante os próximos 10 anos. Ou seja, o Mais Querido faturaria R$ 300 milhões por ano, cerca de R$ 25 milhões mensais, o triplo que a Crefisa banca ao Palmeiras atualmente. 

Publicidade

A Alibaba pretende investir no Flamengo, pois quer se fortalecer ainda mais no mercado sul-americano. A explicação seria que patrocinar a Nação Rubro Negra seria uma forma de impulsionar a empresa no continente, já que se trata da maior torcida do Brasil e uma das maiores do mundo,

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Ataídes Milani Junior

Redator da 1News Brasil