in

Perda repentina do atacante Falcao García causa comoção no futebol

Divulgação/Pinterest

O futebol colombiano está de luto após a morte do ex-atleta Radamel García King, pai do atacante Falcão Garcia, ex-River e atual atacante de Mônaco. Ele morreu aos 61 anos de idade em Santa Marta quando sofreu uma parada cardiorrespiratória durante uma partida de tênis no Complexo Racket.

Publicidade

Radamel foi rapidamente levado para a Clínica do Mar do Caribe, mas os médicos não conseguiram salvar sua vida. O médico Genaro Gómez, que o atendeu, relatou que ele chegou à clínica às oito e meia da noite, em estado inconsciente. “Por 45 minutos, realizamos manobras de ressuscitação sem qualquer resultado, o paciente morreu às 9:15 da noite devido à parada cardiorrespiratória”, disse o paramédico. 

Recebemos com surpresa e profunda tristeza com a partida de Radamel, um ícone do esporte para a Magdalena e do país, que inspirou muitos jovens. Até o último momento de sua vida foi um exemplo de esportividade“, disse Alex Fernandez, advogado e primo de Radamel García. 

Publicidade

O pai de Falcão era um advogado e também jogou profissionalmente, defendendo camisas equipes colombianas como Júnior de Barranquilla, Independiente Santa Fe de Bogotá, União Magdalena, Deportes Tolima, o Atlético Bucaramanga e Independiente Medellín. No final de sua carreira, ele teve um breve período no Deportivo Táchira de Venezuela.

Publicidade

Ele também fez parte da equipe colombiana que jogou as Olimpíadas de Moscou em 1980.
Este evento ocorreu cinco meses após a morte do ator Herbert King, irmão de García King e Tío del Tigre, que morreu aos 55 anos também por causa de um ataque cardíaco.  Nas redes sociais amigos e familiares lamentaram a morte do ex-jogador. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Francisco Nunes

Barbeiro profissional.