in

Caçador é condenado a assistir o filme ‘Bambi’ uma vez por mês até o fim de sua pena

Portal F5 Folha/ Disney

Uma pena um tanto quanto curiosa foi aplicada por um juiz do estado americano do Missouri a um dos maiores caçadores ilegais do estado. David Barry é o responsável pelo que foi considerada a maior chacina de cervos já registrada na região. Ele matava os animais, tirava suas cabeças e deixava seus corpos para apodrecer.

Publicidade

“Abatia os cervos ilegalmente como troféus, principalmente à noite, por causa de suas cabeças, e largava os corpos apodrecendo”, disse Don Trotter, promotor público do condado de Lawrence, ao Associated Press.

David foi preso junto com seu pai e um outro familiar, após longos nove meses de investigações da polícia ambiental dos Estados Unidos. Os números alcançados pelo trio surpreendem, chegando a serem acusados de 300 delitos no Kansas, Nebraska e até mesmo no Canadá. A atividade principal dos criminosos era a caça ilegal de animais.

Publicidade

Publicidade

O mais curioso do caso, e digamos até que um tanto inovador, foi a pena aplicada a David. Ele foi condenado no condado de Lawrence a um ano de detenção pela caça ilegal e a outros 120 dias no Condado de Barton por violar liberdade condicional e por porte de armas de fogo.

Publicidade

Além de ter que desembolsar US$ 51 mil dólares em multas e custos judiciais, o criminoso também recebeu ordens para assistir ao filme “Bambi” uma vez por mês durante a sua prisão. No filme, a mãe do personagem principal, Bambi, é morta a tiros por caçadores durante caças ilegais.

A primeira sessão do filme será exibida a David em 23 de dezembro de 2018, e, segundo a decisão do juiz do Condado de Lawrence, Robert George, as exibições devem ocorrer ao menos uma vez ao mês.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Higor Mendes

Redator com três anos de experiência, apaixonado por história da Segunda Guerra Mundial, política, futebol e curiosidades em geral.