in

Rede Globo teria usado edição de imagem para ‘clonar’ negros em vinheta de fim de ano

Rede Globo

Após uma série de críticas de internautas a respeito da falta negros no elenco da novela Segundo Sol, trama que usou a Bahia como cenário e retratava personagens baianos, a Rede Globo teria lançado mão dos adventos tecnológicos para fugir de polêmicas.

Publicidade

Através de truques de edição de imagem, a emissora teria dado maior destaque aos artistas afrodescendentes em sua vinheta de fim de ano. Em pelo menos uma das versões, um mesmo ator negro, apareceu até três vezes –  algo que não viria a ocorrer com os brancos, dando a impressão de que os participantes negros são maioria na vinheta.

Em sua versão completa, o clipe, que tem dois minutos e meio de duração, mostra Dan Ferreira, Jéssica Ellen, Sheron Menezzes, David Junior e Jonathan Azevedo em posição de destaque, presentes no começo e no encerramento do vídeo. Atores brancos e mais populares não tiveram o mesmo destaque como era de costume nos anos anteriores, como Fernanda Montenegro e Lima Duarte.

Publicidade

A emissora fez o lançamento oficial do clipe completo no último dia 25, durante o Fantástico. As versões mais curtas, que variam de 30 segundos a um minuto, são exibidas nos intervalos da programação.

Publicidade

Em uma dessas versões menores, quase não vemos o elenco branco e negros que quase não aparecem no clipe completo conduzem a trilha sonora. São eles: Glória Maria, Toni Tornado, Maju Coutinho, Milton Gonçalves, Marcello Melo Jr., Aílton Graça e Juliana Alves.

Publicidade

Taís Araújo e Lázaro Ramos, dois artistas importantíssimos do elenco da Rede Globo, não aparecem na versão completa nem nas compactas já exibidas.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Higor Mendes

Redator com três anos de experiência, apaixonado por história da Segunda Guerra Mundial, política, futebol e curiosidades em geral.