in

Apresentadora da Globo que fez campanha contra Bolsonaro recebe ‘castigo’ do público

Montagem / Diogo Marcondes

A atriz Taís Araújo é um dos grandes nomes do feminismo brasileiro. Além da luta pela igualdade de gênero, ela também batalha pelos direitos dos negros ao lado do marido, o também ator Lázaro Ramos. Neste ano, ela estreou como apresentadora do programa Popstar, da Globo.

Publicidade

Apesar de ter ido bem na função, de acordo com a opinião de alguns especialistas de TV, Taís sofreu uma derrota no último episódio do talent show que reúne funcionários da Rede Globo.

Sob o seu comando, o programa teve menos audiência na final do que na temporada anterior. No último domingo (18), o Popstar registrou 12,1 pontos na região da Grande São Paulo, segundo dados do Ibope.

Publicidade

Na final do ano passado, o programa havia alcançado 15,1 pontos na mesma região e de acordo com o mesmo instituto. A queda de três pontos representa 20% a menos de audiência. Apesar dos índices, a Globo prepara uma terceira temporada do reality para 2020.

Publicidade

Nas redes sociais, é possível ver que eleitores de Jair Bolsonaro não curtem o programa de Taís Araújo. Críticas são frequentes. Nas últimas eleições, Taís se posicionou claramente a favor da campanha “Ele não”, que tentava combater o então candidato à Presidência da República.

Publicidade

No dia da eleição, ela foi votar portando um livro, em apoio a campanha criada por grupos de esquerda. Após o resultado das eleições e a vitória de Bolsonaro, Taís postou uma arte com a frase “ninguém solta a mão de ninguém”. Esta frase tornou-se uma espécie de slogan da esquerda após a derrota nas eleições presidenciais.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!