in

Caso Daniel: empresário que confessou crime ligou para a mãe do jogador para dar pêsames

Divulgação / Montagem: Diogo Marcondes

O caso da morte do jogador Daniel Corrêa, ex-Coritiba e São Paulo, ganha novos contornos a cada hora. Nesta sexta-feira (02), um parente da vítima deu entrevista ao Portal R7. Na conversa, a pessoa que não foi identificada revelou um suposto ato de frieza do empresário Edison Brittes Júnior, que confessou o crime.

Publicidade

Segundo o familiar de Daniel, o empresário ligou para a mãe de Daniel para dar pêsames:“Esse maluco ligou para a mãe dele [do Daniel]. Foi um negócio bem de sangue frio mesmo”. Dessa forma, o entrevistado levanta questões sobre a versão do criminoso, alegando que ele não ligaria para a mãe da vítima se “estivesse defendendo a honra da família”.

Daniel foi encontrado morto no último sábado (27), e a notícia foi divulgada na noite de domingo. O corpo apresentava sinais de tortura. O enterro foi realizado na quarta-feira, em Conselheiro Lafaiete, Minas Gerais.

Publicidade

“Estamos feridos, porque não temos a nossa versão, somente a deles. Antes, o Daniel era um coitado e agora (…) merecia ter morrido”, lamenta o parente.

Publicidade

Edison Brittes gravou vídeo dizendo que sua mulher foi abusada por Daniel. A polícia segue investigando o caso para saber se houve crime por parte do jogador.

Publicidade

“Acredito que ele tenha se relacionado com a moça [Cristiane] consensualmente. O rapaz [Edison] entrou no quarto e flagrou eles dormindo juntos. Não à toa, Daniel foi encontrado descalço, provavelmente do jeito que eles o tiraram do quarto e fizeram o que fizeram”, finaliza o parente do jogador em entrevista exclusiva.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!