in

Regina Casé e TV Globo são condenadas a pagar R$ 2,5 milhões aos pais de menino falecido

Globoplay

A apresentadora Regina Casé e a Rede Globo foram condenadas pela 1ª Vara Cível de São Paulo a pagarem indenização para Vanderlei Velozo Miranda e Roseli Cristina da Silva Miranda, pais de Guilherme, um menino de oito anos.

Publicidade

Em 2015, durante uma matéria feita no hospital Boldrini, em Campinas (São Paulo), pelo extinto programa Esquenta, a apresentadora exibiu uma entrevista com o pequeno na brinquedoteca. Segundo os pais da criança, a gravação foi feita sem nenhuma autorização dos dois. 

Cinco dias depois, Guilherme faleceu de tumor cerebral. Segundo as informações passadas pela coluna de Léo Dias, no jornal O Dia, a apresentadora e a emissora foram condenados a pagar o valor de R$2,5 milhões de reais, por danos morais e uso indevido da imagem da criança. 

Publicidade

Segundo a sentença dada, que ainda cabe recurso por parte da emissora, a imagem do garoto que foi “explorada” por 12 minutos causaram sofrimento aos pais do menor. Depois que a entrevista foi ao ar, diversas pessoas começaram a invadir a intimidade do casal. A determinação também obriga o canal a retirar as imagens de Guilherme de circulação e do site. 

Publicidade

Em depoimento que foi dado por Regina Casé, a apresentadora disse que não cabe a ela verificar autorização do uso de imagem, quando menores participam das gravações. Mesmo não tendo a permissão, a artista acredita que não houve oposição por parte dos pais do garoto. 

Publicidade

Pois mesmo depois que a matéria foi levada ao ar, ela continuou mantendo contato com os dois. Regina ainda contou que os dois estiveram presentes nas gravações de fim de ano do programa quando fizeram a retrospectiva da história de Guilherme.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Rômulo NC

Ator, youtuber e redator, Rômulo N.C é formado pela casa de artes cênicas Recriarte e sempre atuou como escritor de diversos sites.