in

Dupla sertaneja que morreu em acidente trágico votaria em Jair Bolsonaro

Instagram Fábio e Guilherme

O mundo da música está de luto. Na tarde deste domingo (21) morreram os cantores Fábio e Guilherme em um trágico acidente na Rodovia Altino Arantes (SP-351). Os irmãos que tiveram a carreira e a vida interrompidas de forma trágica usavam as redes sociais para falar sobre política e votariam em Jair Bolsonaro (PSL) para presidente no próximo dia 28.

Publicidade

A morte dos dois aconteceu quando o carro em que estavam, um Honda Civic, atravessou a pista, passou pelo canteiro central e bateu de frente com um caminhão. O veículo foi arrastado por alguns metros e ficou completamente destruído. O motorista do caminhão não sofreu ferimentos.

Os corpos dos “Gordinhos”, como eram chamados pelos fãs, foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Franca e de lá seguiria, nesta segunda-feira (22), para a cidade de Passos, em Minas Gerais, onde acontecerão velório e casamento.

Publicidade

Na página de Fábio Tomé no Facebook, ele usava uma foto com um filtro com a frase “Brasil acima de tudo, Deus acima de todos”, lema da candidatura de Jair Bolsonaro (PSL). No dia 8 de outubro, o cantor fez uma enquete perguntando em quem seus seguidores votariam. Deu Bolsonaro com 100% dos votos.

Publicidade

Publicidade

Faço parte dos brasileiros que não votam em (Fernando) Haddad (PT) de jeito nenhum”, diz uma frase que ele compartilhou na rede social. Guilherme Tomé também fazia críticas ao PT, usava o filtro “PT não” em sua foto de perfil e fazia postagens comparando Haddad e Bolsonaro.

O candidato do PSL é muito bem votado entre os cantores sertanejos. Eduardo Costa, Leonardo, Zezé di Camargo são alguns dos que já manifestaram apoio a Bolsonaro.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!