in

E agora? Bandeira de Mello é alvo de investigações no Flamengo

REPRODUÇÃO/FLAMENGO via El País

O clima segue quente na Gávea. Juntando as forças para continuar lutando pelo título do Campeonato Brasileiro após ser eliminado de forma surpreendente pelo Corinthians na Copa do Brasil, o Flamengo enfrenta um momento turbulento também fora das quatro linhas.

Publicidade

Em pleno período eleitoral, Eduardo Bandeira de Mello será investigado a partir desta terça-feira (02) por uma Comissão de Inquérito nomeada pelo Conselho Deliberativo do Rubro-Negro.  O dirigente terá que responder pela acusação de desrespeitar o estatuto do clube e será chamado a depor.

O cartola, que além de presidente do Flamengo é candidato a deputado federal no Rio de Janeiro pela REDE, fora denunciado anteriormente no final de setembro por utilizar o nome do clube para fins políticos, o que teria acontecido em comícios e na própria propaganda eleitoral gratuita. 

Publicidade

A nova denúncia está relacionada ao processo eleitoral do clube, com eleições marcadas para dezembro, como desdobramento da polêmica envolvendo a utilização da cor azul no pleito. A situação e um grupo dissidente brigam pelo direito de vincular à cor suas chapas.

Publicidade

Bandeira se manifestou na Justiça contra uma decisão da Comissão Eleitoral de anular a cor azul das eleições, que acabaria ratificada por um decreto do juiz João Marcos de Castello Branco Fantinato, do TJ/RJ.

Publicidade

A denúncia é baseada no parecer de alguns membros do Conselho Deliberativo, que consideram que o mandatário do clube deveria se manter isento na questão, o que não aconteceu na prática. 

Eduardo Bandeira de Mello, que se mostra seguro, pode perder o mandato, ser suspenso ou até mesmo banido em definitivo do quadro de sócios do Flamengo. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Firmo Júnior

Redator do i7 Network. Apaixonado pela escrita desde criança, desde 2012 atuando como redator online.