in

Pedófilo vai a julgamento por crime bárbaro contra mãe e filha de 2 anos, entenda

Illawarra Mercury

Publicidade

Daniel James Holdom é um pedófilo doente que foi capaz das piores crueldades contra suas vítimas e contra qualquer um que cruzasse seu caminho para tentar impedi-lo de cometer seus atos doentios. Ele foi culpado pela morte de Karlie Pearce-Stevenson de 20 anos para então abusar de sua filhinha de dois anos, Khandalyce. Depois de quatro dias com a criança ele deu fim a sua vida também. Tudo aconteceu no ano de 2008 e depois o maníaco descartou os corpos das vítimas em estados diferentes.

Os corpos permaneceram sem identificação até o ano de 2015, a polícia em um trabalho fabuloso conseguiu encontrar uma ligação entra um pequeno esqueleto encontrado em uma mala em uma rodovia sul-australiana a restos de outro corpo não identificados encontrados em Belanglo State Forest, no ano de 2010.

Publicidade

Os itens encontrados na mala junto com o pequeno esqueleto revelaram os horrores que aquela criança sofreu nas mãos desse monstro, ela estava com uma fralda enrolada em volta de seu crânio e bolas de pano de prato que foram colocadas dentro de sua boca.  

Publicidade

A polícia encontrou também um caderno onde Daniel Holdom mantinha nome de possíveis alvos, nomes de crianças com as palavras escritas bem a frente do nome: consentimento e forçado.

Publicidade

O maníaco confessou o assassinato de mãe e filha e teve que enfrentar cara a cara os familiares das vítimas no dia de seu julgamento. Membros da família de Karlie e Khandalyce sentaram-se na segunda fila da galeria pública da corte com alguns olhos fixos em Holdom esperando que aquele homem recebesse a punição merecida por seus atos bárbaros. 

Os promotores consideraram os casos como perversos e atrozes, o advogado pede duas sentenças de prisão perpétua por dois crimes graves de natureza violenta.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Cláudia

Claudinha