in

Terremoto e tsunami na Ásia fazem mais de 800 vítimas fatais

G1

Após um terremoto e tsunami devastar a Indonésia, o presidente, Joko Widodo, já pensa em pedir ajuda internacional para as pessoas que sobreviveram a tragédia que sacudiu a ilha de Sulawesi e deixou as cidades de Palu e Donggala completamente devastadas. Os mercados estão sendo saqueados e os mortos enterrados em valas comuns.

Publicidade

O número de vítimas fatais chega a 844 pessoas. A tragédia aconteceu na última sexta-feira deixando além das vítimas fatais, 540 pessoas feridas e 16.732 pessoas desabrigadas. As autoridades afirmam que o número de mortos ainda pode aumentar.

As equipes de resgate ainda trabalham no local em busca de sobreviventes e na retirada dos corpos, enquanto agentes técnicos também trabalham para tentar restabelecer os serviços básicos. O presidente aceitou a ajuda internacional para dar assistência às pessoas que sobreviveram, as forças armadas também estão auxiliando e ajudam a coordenar o setor público.

Publicidade

Sutopo Purwo Nugroho, porta voz da Agência Nacional de Gestão de Desastres, disse que para evitar que epidemias sejam propagadas eles tiveram que tomar a decisão de abrir valas comuns para que os corpos que já foram identificados sejam enterrados nos arredores da cidade de Palu.

Publicidade

O aeroporto de Palu está funcionando normalmente para voos comerciais, porém as autoridades já avisaram que a prioridade será para que chegue ajuda humanitária.

Publicidade

O Ministério de Saúde do país está empenhado em conseguir ajuda de médicos ortopedistas, enfermeiras, cirurgiões, neurocirurgiões, anestesistas para atender às necessidades dos sobreviventes.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Cláudia

Claudinha