in

Palmeiras pode ficar fora do Paulistão 2019

Reprodução/ESPN

Embora tenha anunciado o abandono das tentativas de impugnar o resultado da decisão do Paulistão 2018, após o julgamento do caso no STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) nesta quarta-feira (19), o Palmeiras deu mais uma mostra de inconformismo com as circunstâncias da perda do título para o Corinthians.

Publicidade

O presidente do clube alviverde, Maurício Galiotte, em entrevista à ESPN Brasil, deixou em aberto a participação do Palmeiras na competição estadual em 2019.

O dirigente afirmou que a diretoria definirá, em conjunto com a comissão técnica, os objetivos principais para a próxima temporada, o que deve ocorrer no começo do ano. Só então o clube baterá o martelo sobre sua participação no Paulistão. 

Publicidade

Com relações rompidas com a Federação Paulista desde a decisão do campeonato deste ano, o clube rechaça a possibilidade de reatar laços com a entidade, pelo menos enquanto “não notar que houve mudanças efetivas e benéficas ao futebol brasileiro”, conforme palavras do dirigente à Fox Sports.

Publicidade

A polêmica surgiu na controversa partida disputada no Allianz Parque em 8 de abril, quando o Palmeiras deixou escapar o título paulista ao ser derrotado pelo Corinthians, por 1 a 0, no tempo normal e 4 a 3 nas penalidades. O alviverde jogava pelo empate, já que vencera a primeira partida na casa do adversário.

Publicidade

A reclamação principal é de uma suposta interferência externa na arbitragem. No segundo tempo da partida, o árbitro Marcelo Aparecido de Souza voltou atrás na decisão de marcar um pênalti de Ralf em Dudu após uma confusão de oito minutos. 

O Palmeiras foi campeão paulista em 22 oportunidades ao longo de sua história. O último troféu foi erguido em 2008, quando o clube conquistou o título após vencer a Ponte Preta nas finais. 

Publicidade
Publicidade

Escrito por Firmo Júnior

Redator do i7 Network. Apaixonado pela escrita desde criança, desde 2012 atuando como redator online.