in

Médicos dão novidade sobre quadro de Bolsonaro

O candidato à presidência da República Jair Messias Bolsonaro sofreu um atentado em um ato de campanha em Juiz de Fora, no estado de Minas Gerais, após isso foi internado e vinha tendo evoluções na sua situação.

Publicidade

Entretanto os médicos deram uma notícia assustadora para os eleitores de Bolsonaro, que apesar de o candidato apresentar exames estáveis e estar evoluindo, houve o surgimento de uma distensão abdominal e os médicos suspenderam a alimentação oral.

Bolsonaro agora só se alimentará por sonda, tendo o retorno da alimentação endovenosa, uma regressão em sua situação. O candidato à Presidência está está internado no Hospital Albert Einstein, um dos mais conceituados hospitais particulares de todo Brasil.

Publicidade

Os médicos deram uma previsão de retorno para o Bolsonaro no dia 7 de outubro, no dia das eleições de primeiro turno, ou seja, o candidato fica de fora de toda a campanha do primeiro turno e não participará dos debates presidenciais durantes todo este período.

Publicidade

Segundo as pesquisas, é muito provável que Bolsonaro esteja em um eventual segundo turno, portanto a sua campanha deve ser focada em enfrentar o seu adversário na segunda etapa da eleição para escolher o presidente do país.

Publicidade

Bolsonaro, recentemente, deu declarações de que, caso não ganhar no primeiro turno, colocará as eleições sob suspeitas, pois o candidato acredita no seu poder para vencer as eleições presidenciais de 2018 no primeiro turno, já que acredita ter toda esta popularidade.

Nas pesquisas, após a impugnação do ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva, Bolsonaro começou a liderar de forma isolada os levantamentos, entretanto em um eventual segundo turno o candidato já apresenta certa dificuldade em vencer os seus possíveis adversários.

Após o ataque, Bolsonaro cresceu alguns pontos percentuais nos levantamentos.

Publicidade
Publicidade
Publicidade