in

Homem afirma que encontrou avião desaparecido da Malaysia Airlines no Google Maps

Um britânico especialista em tecnologia afirmou a mídia internacional na última semana que encontrou o avião desaparecido da Malaysia Airlines através do Google Maps. Se for realmente os destroços da aeronave, este será o fim de um mistério que perdura por mais de quatro anos.

Publicidade

Ian Wilson disse que o MH370 está localizado em uma floresta no Camboja, em um terreno montanhoso, mais precisamente na divisão entre as províncias de Pursat e Kompung Speu. Na ferramenta é possível ver um espaço branco em um formato semelhante a de um avião, com a traseira supostamente dividida em pedaços. O 1News apurou e realmente há um objeto idêntico a uma aeronave destroçada.

"Estamos diante de algo com 69 metros, mas há um espaço entre a cauda e a traseira da aeronave”, esclareceu Ian ao jornal estrangeiro Daily Star. Ele também revela que por conta desse espaço, o mais provável é que o piloto estava tentando fazer um pouso forçado. As autoridades ainda não se pronunciaram sobre essa novidade.

Publicidade

Boeing 777

O avião da Malaysia Airlines com 239 pessoas desapareceu em 8 de março de 2014 após decolar do aeroporto de Kuala Lampur tendo como destino Pequim, na China. Ao longo de todo esse tempo, as autoridades gastaram milhões em promoção a busca da aeronave. Apenas três fragmentos de asas foram encontrados no Oceano Índico.

Publicidade

A hipótese mais provável e considerada pelo relatório final composto por mais de 400 páginas diz que o avião caiu no mar. O documento descartou que o voo MH370 estivesse em piloto automático, um mal funcionamento mecânico tenha acontecido ou um erro no computador.

Publicidade

O documento ainda revela que foram encontradas inúmeras falhas dos controladores aéreos da Malásia e Vietnã, inclusive na ativação do protocolo de fases de emergência após o desaparecimento do avião dos radares.
 

Publicidade
Publicidade