in

Pesquisa revela se pessoas que traem perdoariam ou não uma traição; o resultado é inédito

Uma pesquisa mostrou que quando uma pessoa trai ela fica mais propensa a perdoar transgressões de companheiros, de acordo com um estudo da empresa Ashley Madison. Os indivíduos que já praticaram um ato extraconjugal demonstraram mais simpatia em perdoar pois compreendem as dificuldades da monogamia, mas parece que a maior razão para a sua mentalidade de absolvição é que eles não vêem um lado positivo de arruinar seu relacionamento quando estão alegres.

Publicidade

A maior parte dos homens (59%) e das mulheres (51%) reagiram às perguntas dizendo que provavelmente vão aceitar desculpas do cúmplice por deslealdade. Regularmente os indivíduos afirmaram que vivem relacionamentos extraconjugais para preencher algo que está faltando, todavia não querem terminar com a pessoa oficial.

Foi perguntado para as partes como eles se sentiriam se descobrissem que estavam sendo traídos. A maior parte (53%) mostrou uma atitude mais tolerante; já 20% dos entrevistados disseram que iria doer, mas eles seriam capazes de entender; 17% disseram que não gostariam, mas continuariam no relacionamento; e 16% disseram não gostar. Outros 20% mostraram que não sabiam como se sentiriam.

Publicidade

Os objetivos de não optar pela separação variam de um indivíduo para o outro, no momento em que foram perguntados quais poderiam ser as explicações fundamentais por trás da não separação do companheiro traidor, 26% dos homens falaram que não teriam nenhum desejo de ter seus filhos separados. Outros 25% disseram que, apesar de tudo, apreciam a parceira, demonstrando capacidade de superar os problemas que o relacionamento enfrenta.

Publicidade

Para as mulheres, quando perguntadas sobre o motivo pelo qual elas podem permanecer no relacionamento, 30% delas disserem que permaneceriam por razões monetárias, já 25% confessaram que não desejariam ter a família separada em tendo em conta os filhos.

Publicidade

A pesquisa concluiu que pessoas que traem parceiros são mais abertas para perdoar, seja porque entendem ou acreditam que é difícil não trair ou em razão de preservar a unidade familiar em favor dos filhos. 

A traição é algo praticado no mundo inteiro, culturas de diferentes países consideram algo ruim, como se fosse uma quebra de confiança, pois quando duas pessoas estão juntas o normal é que assumam um compromisso de fidelidade um para com o outro. Nesse sentido, a sociedade não aplaude quando uma parte trai a outra.

Publicidade