in

Paciente com câncer terminal publica em seu blog 10 dicas para curtir a vida e o que diz viraliza

O paciente Denis Wright adquiriu câncer em dezembro de 2009, com glioblastoma, o tipo mais agressivo de tumor cerebral. Antes da doença, ele trabalhava como professor de Estudos Asiáticos da Universidade de Nova Inglaterra e morava em Armidale (Austrália).

Publicidade

Denis morava com duas filhas, um filho e a mulher que ele sempre amou. Ela esteve presente nos últimos momentos da vida dele e cuidou do marido em cada etapa da doença. Assim, a esposa a foi principal responsável para que ele aproveitasse os últimos instantes na terra com as pessoas que tanto amou.

Wright criou um blog chamado de "Meu estranho indesejável" e procurou, na Internet, um lugar para expressar-se sobre as coisas boas e ruins que aconteceram em sua vida, colocando o foco sobre a doença que ele adquiriu. No site, ele sempre destacava que a presença da doença fazia ele se lembrar que cada minuto da vida é um milagre.

Publicidade

Nesse sentido, utilizou o blog pessoal com a finalidade de refletir sobre a vida. Optou por relatar a importância da família para todas as pessoas, considerando que esse é o maior legado que alguém pode deixar antes de ir embora, pois o amor e os lanços familiares são a base de tudo.

Publicidade

"Meu objetivo é usar essa experiência para tentar iluminar a vida, além de desmistificar a viagem", metaforizou Wright. Em várias ocasiões, os médicos deram-lhe datas em que, supostamente, ele poderia morrer, mas Denis continuou lutando.

Publicidade

Na Internet, ele listou 10 lições de vida que toda pessoa deve ter em mente:

1 – Não gaste sua vida em um trabalho que você odeia. A vida é curta demais para viver sozinho, seja no período da tarde ou nos finais de semana;

2 – Se algo de ruim acontecer em sua vida, aprenda tudo o que puder sobre isso e como viver com isso, arremessar a cabeça contra a parede não faz sentido;

3 – Se você acha que pode mudar alguma coisa, então faça; usando o que estiver a seu alcance;

4 – Não há boas decisões ou más decisões. Se você fez algo que acha que poderia ter sido uma má escolha, aprenda com isso e faça melhor da próxima vez;

5 – Não fique sobrecarregado pelo passado, pensando que você poderia ter mudado isso. Melhor, dedique-se a viver no presente;

6 – Peça desculpa o mais rápido possível quando você pensa que fez algo errado. Não tente fingir que é perfeito, aceite sua responsabilidade;

7 – Mantenha todas as suas opções abertas ao máximo que puder, não desista cedo;

8 – Tente manter seu senso de humor, mesmo que nem sempre seja possível;

9 – Carpe diem. Ou, para variar, aproveite o dia!

10 – Não tenha medo da morte. Se você não temer, você não temerá nada que a vida possa conter.

Infelizmente, a última mensagem publicada por ele foi em 2013, mas os valores perpetuados até hoje servem de exemplo para pessoas de diferentes nações. Assim, a mensagem que ele queria transmitir ainda permanece viva.

Publicidade
Publicidade
Publicidade