in

Após manobra, Lula pode conseguir se tornar candidato à presidência

O ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva vem, há muito tempo, tentando se tornar candidato à presidência da República, entretanto, o petista teve a sua candidatura barrada pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral) e acabou não conseguindo oficializar a sua candidatura pelo PT (Partido dos Trabalhadores).

Publicidade

Lula era o primeiro colocado nas pesquisas presidenciais e estava, praticamente, assegurado em um eventual segundo turno, este que provavelmente seria contra o deputado federal Jair Messias Bolsonaro, hoje o mais bem colocado nos levantamentos.

Após Lula ser barrado, o PT não desistiu e vem tentando correr atrás para que o petista volte a ser candidato. Com isso, o partido faz uma manobra e usa como argumento a opinião emitida por parte do comitê da ONU (Organização das Nações Unidas), em que falavam que Lula deveria  ser candidato à presidência da República.

Publicidade

Agora, após o TSE impedir a candidatura do petista, os advogados de Lula foram até a ONU para recorrerem e fazerem com que organização tome alguma atitude para que o Brasil cumpra o tratado de direitos humanos e libere o petista para ser candidato.

Publicidade

A ONU influência em diversas decisões dos países que estão presentes no tratado e pode interferir, caso haja uma injustiça e um descumprimento da lei no Brasil, porém, é muito difícil que isso aconteça.

Publicidade

Pode acontecer, porém, o mais provável é que a ONU não tome quaisquer atitudes, até porque a parte do comitê que emitiu a opinião foi muito pequena e isto teria que passar por diversas decisões.

No entanto, o substituto do PT para o lugar de Lula é o ex-prefeito da cidade de São Paulo, Fernando Haddad, que já era o vice-presidente da chapa com o Lula, até então o mesmo não foi oficializado como o candidato dos petistas, mas caso se concretize que Lula não participará, o PT deve anunciá-lo em breve.

Publicidade
Publicidade
Publicidade