in

Homem é declarado morto e acorda durante sua própria autopsia

Bizarro? Macabro? Desesperador? Todas estas palavras estão corretas quando você dá de cara com a informação de que um homem dado como morto, acordou durante a sua própria autopsia, momento em que o seu corpo começou a ser cortado, para a realização dos exames pós-morte. Após um grave acidente de carro, o homem foi declarado morto pela equipe de socorristas e encaminhado para o IML (Instituto Médico Legal), de sua cidade.

Publicidade

Ele deu sinal de vida quando os exames começaram a ser realizados, de acordo com a vítima, uma dor dilacerante tomou conta do seu corpo, só então ele descobriu que estava na mesa de um médico legista que começou a corta-lo com um bisturi; saiba mais.

Segundo o portal de notícias online, R7, o homem identificado como Carlos Camejo viveu uma experiência aterrorizante depois de sofrer um acidente de trânsito, o caso aconteceu com o venezuelano no ano de 2007 e até hoje intriga a comunidade médica daquele país.

Publicidade

Homem é declarado morto e acorda durante sua própria autopsia

Quando você pensa que já viu de tudo neste mundão de Deus, eis que aparece o Carlos, 'vivinho da Silva', para contar os momentos terríveis que viveu. Na ocasião o homem tinha 33 anos, o médico percebeu que tinha algo de muito estranho quando o corte que ele havia feito no rosto do homem começou a jorrar sangue, em seguida o 'morto' acordou, deixando o legista perplexo que precisou correr para conter a hemorragia.

Publicidade

A esta altura de toda confusão, a esposa de Camejo, já havia sido avisada sobre o falecimento precoce do marido. Muito abalada ela se dirigiu ao IML para fazer o reconhecimento do corpo, quando chegou no hospital onde fica o necrotério, ela quase teve uma sincope ao encontrar o marido andando pelos corredores da instituição de saúde.

Publicidade

A equipe médica do hospital se recusou a falar sobre o assunto naquela ocasião, se não fosse o corte que o médico fez em seu rosto e que causou uma dor insuportável, ele teria sido até mesmo, enterrado vivo.

Publicidade
Publicidade
Publicidade