in

Especialistas alertam que é possível engravidar tomando anticoncepcional; como se prevenir

Os métodos contraceptivos têm apenas uma viabilidade na faixa de 98%.

Divulgação

Mesmo tomando o anticoncepcional rotineiramente, as mulheres correm o risco de engravidar. Os métodos contraceptivos têm apenas uma viabilidade na faixa de 98%. Ainda, a utilização de antimicrobianos, por exemplo, pode diminuir a eficiência da pílula preventiva, aumentando o risco de gravidez.

Publicidade

No caso de deixar de tomar a pílula nas primeiras semanas da cartela, existe um risco maior de gravidez, levando em consideração que a ovulação pode acontecer a qualquer momento. Também é importante considerar que o espermatozoide pode sobreviver por até sete dias após o ato íntimo, fator que deve deixar mulheres mais vigilantes, se não almejam ter filhos.

A eficiência da pílula é ainda menor se a mulher deixar de tomar o anticoncepcional por mais de três dias ou optar por tomar outra receita médica. Nos dois casos, o ideal é que adote um método de barreira (como a camisinha) durante pelo menos o final da cartela atual e a próxima.

Publicidade

Para evitar de forma mais eficaz uma gestação, especialistas orientam o uso de mais de um método contraceptivo (como a camisinha e a pílula, por exemplo). Tomar mais de uma marca de pílula ou usar mais de um método hormonal não é aconselhável e pode prejudicar a saúde da mulher. Por fim, é importante estar sempre em dia com os exames de rotina no ginecologista e informar o médico sempre que precisar usar outros medicamentos ou ter problemas de saúde.

Publicidade

Gosta de música? Ouça clássicos das décadas de 70, 80 e 90 agora mesmo | CLIQUE AQUI

Publicidade

Se a mulher acredita que está grávida e ainda está tomando a pílula, ela deve fazer um teste de gravidez o mais rápido. Na hipótese de que a gravidez ser confirmada, o recomendável é que pare de tomar a pílula imediatamente. A utilização do comprimido profilático não altera o resultado do teste de gravidez, uma vez que esse teste distingue a medida do hormônio Beta HCG no sangue.

Publicidade

A pílula não prejudica o estágio inicial da gestação, entretanto deve deixar de ser ingerida quando existir confirmação de gravidez, pois o corpo feminino está mais sensível e com possibilidade maior de ocorrência de enjoo. Logo, o ideal é que esse medicamento seja parado para que a mulher não sofra com o mal-estar.

Publicidade