in

Lula faz pedido para aparecer na TV durante campanha eleitoral e toma invertida do TSE

O ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva vem tentando oficializar a sua candidatura à presidência da República, mas para isso depende de uma decisão do TSE (Tribunal Superior Eleitoral). O petista foi condenado em segunda instância pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, os quais se enquadram nos crimes impostos pela Lei da Ficha Limpa para não permitir candidatos com a ficha suja.

Publicidade

Lula registrou sua candidatura junto ao PT (Partido dos Trabalhadores) e agora aguarda o julgamento da mesma para saber se terá uma liberação ou uma impugnação de sua candidatura. Levando em consideração o que vem acontecendo em torno da sua prisão, o mais provável que a mesma seja impugnada, por conta da Lei da Ficha Limpa.

O petista é o primeiro colocado nas pesquisas de intenções de votos mesmo preso. Agora com início da propaganda eleitoral na televisão, os candidatos terão a possibilidade de mostrar suas propostas em horários nobres e, por isso, Lula tentou fazer com que sua campanha também tenha seu espaço na TV. 

Publicidade

O PT terá um horário concedido pelo TSE, e este deve ser usado como o Lula bem entender. Entretanto, o petista resolveu fazer um pedido ao TSE, para que obrigasse as emissoras de televisão à fazer um acompanhamento de sua candidatura na TV aberta.

Publicidade

O TSE, por sua vez, negou o pedido de Lula porque "não se pode pretender que as emissoras cubram a agenda diária de compromissos na unidade prisional". Ainda em nota, o TSE afirmou que o representante do petista, Fernando Haddad, não pode exigir um tratamento isonômico de adversários porque não concorre a presidência.

Publicidade

Lula ainda não é candidato à presidência da República e inclusive pode ter seu horário na televisão barrado, pois o PT ainda não conseguiu oficializar um candidato à presidência da República no TSE, o que pode complicar muito a situação do partido.

O PT tem como candidato substituto o Fernando Haddad, que é o ex-prefeito da cidade de São Paulo, e este deve levar os votos de Lula em uma possível candidatura.

Publicidade