in

Após entrevista, Bolsonaro dá dica para apresentadora do JN

O deputado federal Jair Messias Bolsonaro agora é candidato à presidência da República e vem participando de entrevistas e debates para tirar as dúvidas que a população tem a cerca de suas propostas e ideais para um plano de governo que está propondo executar no comando do Brasil.

Publicidade

Bolsonaro tem opiniões muitos polêmicas e acaba causando certos rebuliços em suas falas, como quando foi questionado na entrevista para o Jornal Nacional sobre a questão da diferença salarial entre homens e mulheres. Sem demorar, ele citou que o salário da apresentadora Renata Vasconsellos seria bem menor do que o de William Bonner, causando muita repercussão na Internet.

Logo após a sua entrevista para o JN, o deputado fez uma palestra para falar um pouco sobre o que aconteceu no dia anterior. Entre suas falas, afirmou que a apresentadora do Jornal Nacional deveria procurar o Ministério Público do Trabalho para resolver a sua questão salarial.

Publicidade

Isso porque Bolsonaro afirmou que na CLT já garante a igualdade salarial entre homens e mulheres, afirmando que o presidente da República não deve interferir na decisão da empresa privada de pagar mais ou menos para mulheres, assim as que se sentirem desfavorecidas, devem procurar o Ministério Público do Trabalho e resolverem suas questões salariais.

Publicidade

A apresentadora Renata estava esperando que Bolsonaro fizesse uma proposta de incentivo para que os empresários cumprissem a lei ou algo para mudar esta realidade, porém Bolsonaro apresentou uma opinião contrária e já vê a solução na CLT.

Publicidade

Segundo o presidenciável, a partir do momento que existe a lei, somente quem pode resolver, caso haja uma injustiça, é a Justiça Federal, com isso as empregadas já tem ao seu dispor os serviços judiciais para recorrer, caso sintam que tem menos favorecimentos do que o sexo masculino.

Publicidade