in

Grave doença que acometeu Simaria matou mais pessoas que HIV em 2016; entenda

A cantora Simaria, dupla com Simone, deu um grande susto nos seus fãs, ao revelar uma grave doença. A morena ficou internada no Hospital Sírio-Libanês no mês de abril e depois de passar por uma bateria de exames, os médicos deram o diagnóstico de tuberculose ganglionar.

Publicidade

Simaria precisou se afastar do trabalho para poder cuidar de sua saúde. Somente retornou a sua rotina de trabalho neste mês de agosto. No entanto, ela ainda continua em fase de recuperação da enfermidade. Simone e Simaria fizeram uma participação no programa do apresentador Serginho Groisman neste sábado (25).

Entenda a tuberculose ganglionar

Publicidade

Segundo informação do infectologista do Instituto Brasileiro para Investigação da Tuberculose, Eduardo Martins, esse tipo da doença é uma apresentação mais rara da infecção. Ele explicou que é o mesmo bacilo da tuberculose que atinge o pulmão. “De uma forma geral, é uma bactéria que dá em todos os órgãos: pulmão, coração, pleura e também nos gânglios", explicou o especialista.

Publicidade

O diagnóstico é feito através de exames como o baciloscopia, que é um teste mais rápido e também através de exames de imagem. O tratamento para esse tipo menos frequente é o mesmo da tuberculose comum. O paciente precisa tomar antibióticos no mínimo por seis meses, de acordo com as orientações do Ministério da Saúde e também do médico que é especialista no assunto. A tuberculose tem cura, mas o tratamento deve seguir à risca as orientações do médico.

Publicidade

A causa desse tipo da doença se deve a baixa do sistema imunológico. Eduardo Martins explicou que a doença é agressiva por si e tem essa coisa de reativar. A bactéria fica incubada no organismo e o fator estresse, imunidade baixa podem fazer com que a doença seja reativada, falou o especialista.

Os sintomas da tuberculose ganglionar são febre, inchaço com dor, calafrios, suor em excesso, perda de apetite. Esses sinais não são muito significativos e por esse motivo o paciente pode demorar a procurar ajuda médica.

A melhor maneira de prevenir a doença é através da vacina BCG. Ela é ofertada de forma gratuita pelo SUS e normalmente os bebês tomam uma dose com 48 horas de vida. A vacina faz parte do calendário público de vacinação do Brasil.

Um dado interessante é eu de acordo com um relatório da OMS – Organização Mundial de Saúde, a tuberculose teve uma queda significativa, os casos da doença caíram 37% no mundo todo. Porém, foi a condição infecciosa que mais matou em 2016, ficando à frente até mesmo do HIV.

Publicidade
Publicidade
Publicidade