in

Ex-diregente do tricolor gaúcho provoca Inter e Guerrero: ‘Prejuízo sai na urina’

A briga entre Guerrero e Flamengo ganhou novos contornos, mas, por incrível que pareça, o Grêmio – que não tinha nada a ver com a história – se envolveu. Tudo começou quando vazou na imprensa a decisão de Guerrero de continuar afastado dos campos, fazendo com que o ex-dirigente do tricolor se pronunciasse através de suas redes sociais. 

Publicidade

Para não deixar passar em branco a sentença do ex-Flamengo, o ex-diretor fez um post em suas redes sociais comemorando a sentença dada a Guerrero pela justiça. No post, Odorico Roman relembra o fato de o atleta ter sua suspensão mantida, o que impossibilitará que ele jogue em 2018. 

Sendo assim, o jogador só poderá voltar aos campos novamente em 2019, quando acabará a sua punição. No post em questão, Odorico faz menção ao exame antidoping no qual Guerrero foi submetido para comprovar se havia ou não feito o uso de alguma substância proibida. Vale lembrar que o craque estava com seu contrato em vigor pelo Flamengo, que foi finalizado no dia dez de agosto. 

Publicidade

Sem perspectiva de continuar no time, o craque tratou logo de se garantir e assinar com o Internacional, time do qual já estava prevendo que ele fosse ter essa punição mantida, mas que, mesmo assim, manteve o acordo e assinou o contrato assim que foi liberado do vínculo com o Flamengo. 

Ao mudar de casa, Guerrero imaginava que teria uma história diferente, mas agora, com a nova sentença, o craque ficará afastado por um bom tempo, e nem tão cedo poderá estrear nos campos representando a camisa do Internacional, time que o acolheu mesmo sabendo do risco.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade