in

Militar morre no Rio de Janeiro e Bolsonaro toma atitude emocionante

O ex-deputado federal Jair Messias Bolsonaro é capitão da reserva do Exército Brasileiro e não esconde o carinho que tem pelos seus ex-companheiros de profissão, que na vista dele são muitos prejudicados pelo atual sistema brasileiro, que deveria tratá-los com mais respeito, salários maiores e uma condição de vida melhor.

Publicidade

Atualmente, Jair Bolsonaro é candidato oficial à presidência da República e não esconde que fará favorecimentos aos militares em seu governo, tendo em vista que já foi um e entende o que falta para que a classe seja valorizada do jeito que realmente deve ser.

Recentemente, o cabo Fabiano de Oliveira Santos foi morto em Japeri, na Baixada Fluminense, no estado do Rio de Janeiro. O ex-deputado e agora candidato à presidência resolveu tomar uma atitude que foi muito admirada por muitos que estavam presente, ele foi até o enterro do militar e o saudou.

Publicidade

O pai do militar deu uma entrevista e afirmou que o jovem, morto aos 36 anos, morreu tentando fazer um Brasil melhor, pois há muita criminalidade.

Publicidade

"Meu filho, levanta e volta para o seio da família", gritou a mãe do jovem garoto durante o seu enterro, após acordar de de um desmaio ao lado do caixão do filho. A moça foi amparada pelos jovens militares que lá estavam, que ficaram emocionados e em lágrimas.

Publicidade

Sem dúvidas o enterro foi lamentável para muitos, até porque o cabo ainda era muito jovem e foi morto tendo muitas perspectivas de vida.

Bolsonaro tenta defender ao máximo a classe dos militares e promete melhorias, inclusive para este tipo de família, que perde um de seus integrantes e não podem voltar atrás, o que é de maior lamentação para o ex-deputado.

Bolsonaro foi eleito levantando a bandeira dos militares, quando foi vereador da cidade do Rio de Janeiro, assim começou a sua carreira na política.

Publicidade
Publicidade
Publicidade