in

Angélica, esposa de Luciano Huck, fala sobre briga e solta o verbo: ‘não admito’

Com a ferramenta do instagram, o IGTV, muitos famosos estão mais próximos dos seus seguidores, respondendo às perguntas feitas por eles.

Publicidade

Nesta semana, a apresentadora Angélica resolveu usar a ferramenta e responder algumas perguntas dos internautas a respeito de sua família, carreira e educação dos seus filhos com Lucioano Huck. Angélica tem três filhos com o apresentador, Benício, Joaquim e a caçula Eva.

A apresentadora não fugiu de nenhuma questão e procurou responder da maneira mais clara possível. A loira tentou falar da forma mais verdadeira e revelou virtudes que ensina aos filhos.

Publicidade

Questionada sobre sua posição e atitude que toma quando seus filhos brigam, a loira respondeu o seguinte: “É um caos. Eu fico sem forças, às vezes. Quando eles começam, eu fico: ‘Meu Deus, por onde começo?’. Eles brigam pouco, porque eles têm idades diferentes, mas, às vezes, dá uma embolada e eu entro no meio, brigo, venho com discurso de mãe, faço eles se abraçarem, se beijarem”. Angélica ressalta que tenta passar sempre bons exemplos para os filhos e se dedica na educação dos três.

Publicidade

A apresentadora contou que acontecem discussões em que ela não se mete, sendo elas naturais do convívio. Porém, ela ressalta que já deixou bem claro o que não aceita entre eles, e que os três sabem bem o que não pode de jeito nenhum: "Eu não admito agressão verbal ou física. Se isso acontecer, vai ter castigo. Não pode! Eles já sabem. Isso, entre irmãos, eu não aceito".

Publicidade

A loira, que fez muito sucesso no passado ao lançar uma coleção de bonecas, contou que possui algumas, e que deu de presente para sua filha Eva: “Elas sempre estiveram em um acervo e, depois que nasceu a minha filha, eu peguei uma e quis mostrar e apresentar para ela. Estão todas descabeladas e destruídas, porque dei para ela brincar".

Angélica ressalta a importância de amar e se preocupar com o próximo, e conta que procura sempre passar essas virtudes aos filhos: “Que eles sejam pessoas comprometidas com a vida, que respeitem o outro. Quero passar essa preocupação com o próximo, porque é isso que está faltando no mundo. As pessoas estão cada vez mais olhando para elas”.

Publicidade