in

Mulher solta pum durante operação e causa incêndio na sala de cirurgia

Uma situação inusitada e inesperada aconteceu no Japão durante a realização de um procedimento cirúrgico de uma mulher. Essa notícia é daquelas que muitas pessoas vão ter que se segurar para não dar risadas, pois, mesmo sendo perigosa, pode arrancar risos tamanho o caso inusitado.

Publicidade

O caso aconteceu no Hospital Universitário de Tóquio, localizado na capital japonesa. Durante a cirurgia de uma mulher de 30 anos de idade, que acabou soltando um pum durante o procedimento, o que acabou resultando em um pequeno incêndio no local. O caso demorou um pouco para ser divulgado, pois passou por um criterioso processo de avaliação.

Ela estava sendo operada para tratar de um problema localizado no colo do útero, quando acabou liberando os gases flatulentos. Com isso, acabou pegando fogo em uma parte da sala de cirurgia. Mesmo sendo uma situação inusitada com toques de ironia, ela teve várias queimaduras na parte inferior de seu corpo.

Publicidade

O laudo médico indicou que o que ocasionou o incêndio foram os gases expelidos por ela, garantindo que não aconteceu nenhum mau funcionamento dos equipamentos cirúrgicos.

Publicidade

“Quando o gás foi liberado da paciente, ele foi incinerado com a irradiação do laser, e a propagação das chamas atingiram as cortinas cirúrgicas, causando o incêndio”, disse a perícia médica que utilizou um boneco para recriar o caso.

Publicidade

No laudo foi dito também que os hospitais precisarão começar a treinar as equipes de cirurgia para combater com maior eficácia um incêndio que possa ser provocado em uma dessas ocasiões e que não tem como ser evitado, desde que se tome medidas que façam com que o gás metano, que é inflamável, tenha contato com qualquer tipo de raio laser.

Publicidade
Publicidade
Publicidade