in

Médica lamenta morte de bebê que nasceu após mãe ser baleada na cabeça e revela detalhes do atendimento

A bebê que nasceu após a mãe ser submetida a um parto de emergência não conseguiu resistir e acabou morrendo na última quarta-feira (15). A mãe da criança, Pâmela Soares, morreu vítima de uma bala perdida. O fato aconteceu em Gurigica, Vitória.

Publicidade

Os familiares receberam a informação de que o bebê havia morrido enquanto sepultavam a jovem mãe. O corpo da mulher foi sepultado no cemitério da cidade de Maruípe, em Vitória. A pequena recebeu o nome de Laura e nasceu aos sete meses, mas acabou perdendo a batalha pela vida. O estado da menina era considerado grave.

O crime que culminou na morte da grávida ocorreu na tarde de terça-feira (14). De acordo com os familiares da vítima, a jovem assistia televisão quando escutou os disparos. A jovem ainda teria empurrado a sobrinha de quatro anos para o chão, antes de ser atingida na cabeça pela bala.

Publicidade

Diandria Margotto, médica que prestou atendimento e participou do parto de emergência da menina, lamentou profundamente a perda da pequena Laura. Ela revelou que a equipe que realizou o atendimento fez de tudo para salvar a criança.

Publicidade

A médica falou ainda que foi um procedimento delicado, pois quando Pâmela deu entrada no hospital, a equipe teve poucos minutos para definir o que realmente iria acontecer. Após realizar um ultrassom e ver que o bebê tinha batimentos, logo iniciaram o parto de emergência.

Publicidade

Todos tinham esperança de que a pequena Laura sobrevivesse. Mas os profissionais sabiam da gravidade do quadro clínico da bebezinha. A doutora ainda ressaltou que as primeiras 24 horas de vida de um recém-nascido nessa situação são cruciais.

Publicidade
Publicidade