in

Ministro da Segurança se reúne com Sérgio Moro e superintendente da PF

O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, esteve reunido com o juiz federal, Sérgio Moro, e com o superintendente da Polícia Federal (PF), Maurício Valeixo, nesta quinta-feira (16), no prédio da Justiça Federal de Curitiba. O assunto conversado entre eles não foi totalmente especificado, mas uma coisa é tida como certa: Jungmann pretende escolher Curitiba para sediar o Centro Regional de Inteligência do Sul.

Publicidade

Em tese, esse órgão que será criado pelo Governo Federal articulará forças de segurança do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Está previsto um custo de R$ 3 milhões para colocar tudo em prática. O Centro possibilitará intercâmbio de informações relacionadas a facções criminosas.

O ministro fez uma visita à Penitenciária Central do Estado, em Piraquara, região metropolitana de Curitiba. Esse local é considerado uma referência no tratamento penal do país. A ministra Carmen Lúcia já chegou a visitar as dependências e gostou do que viu.

Publicidade

Segundo matéria divulgada pela Gazeta do Povo, Jungmann participaria de uma Reunião Técnica de Integração dos Sistemas do Tribunal de Justiça do Paraná e Executivo relativo ao sistema penitenciário do estado. Moro estaria junto com ele, ajudando nas informações necessárias. Vale ressaltar que, em maio deste ano, a governadora Cida Borghetti se colocou à disposição do presidente Michel Temer para a construção do Centro no estado do Paraná.

Publicidade

Ameaças

Recentemente, o juiz Sérgio Moro precisou reforçar a sua segurança após determinar a prisão do ex-presidente Lula. Até mesmo um guarda-costas foi pedido pelo magistrado da Lava Jato para acompanhá-lo em viagens ao exterior. Moro tem tido grande apoio da PF e do ministro Jungmann, que, por várias vezes, enalteceu o trabalho dele frente à Lava Jato.

Publicidade
Publicidade
Publicidade