in

Lula tem privilégio surpreendente dentro da prisão e MPF questiona justiça

O ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva foi condenado em segunda instância por supostamente ter cometido um crime de corrupção e ter recebido um apartamento tríplex no Guarujá, em Litoral de São Paulo.

Publicidade

O tríplex teria sido dado ao Lula por o mesmo ter supostamente favorecido a empreiteira Odebrecht em firmamentos de contratos com a empresa estatal Petrobrás, por este motivo o mesmo está condenado à mais de 12 anos de prisão.

O Lula pode ter a sua pena aumentada, já que há processos em andamento contra o seu nome, sendo réu por diversos supostos crimes, mesmo assim o mesmo está tentando se candidatar à presidência da República, o que deve ser dificultado por conta da sua atual situação, até porque a Justiça brasileira proíbe, por meio da Lei da Ficha Limpa, que existam candidatos à um cargo eleitoral que tenham sido condenado por um colegiado de juízes.

Publicidade

O Ministério Público Federal questionou na Justiça sobre um privilégio um tanto quanto estranho que Lula tem dentro da prisão, pois cita que o Lula tem um excesso de visitas dentro do presídio, e desconfia que isso é dado só porque o mesmo é ex-presidente da República.

Publicidade

Lula é muito criticado por ter alguns privilégios, como uma Televisão e também conceder algumas entrevistas de dentro do presídio.

Publicidade

Entretanto, agora para os opositores o que mais importa é o fato de que o mesmo está tentando se candidatar à presidência da República.

Lula está em primeiro nas pesquisas de intenções de votos, mas quando não é considerado, quem fica na primeira colocação é o seu maior oposição da atualidade, o ex-deputado federal Jair Messias Bolsonaro.

Bolsonaro pediu a impugnação da candidatura do ex-presidente e esta deve ser julgada, é muito provável que Lula seja impedido de disputar a presidência da República, portanto o PT deve escolher um substituto.

Publicidade
Publicidade
Publicidade