in

Caso abafado: Ciro Gomes teria agredido motoqueiro e foi nocauteado com um único soco no rosto

Ciro Gomes (PDT) é um dos candidatos mais polêmicos na disputa pela Presidência da República e, em sua vida pública, coleciona diversas situações comprometedoras devido ao seu temperamento explosivo.

Publicidade

A revista Isto É do último domingo (12) publicou uma reportagem extensa sobre Ciro Gomes com o título "O curral do coronel", em referência a como o pedetista é chamado e na cidade de Sobral, onde ele iniciou a vida na política.

Um dos casos narrados pela revista chamou a atenção dos leitores. De acordo com a publicação, baseado no que testemunhas disseram, o jeito explosivo de Ciro esbarrou no soco de um homem que se mostrou mais bravo do que ele.

Publicidade

O caso teria acontecido em Taperuaba, em setembro de 2016. No distrito localizado a 65 quilômetros de Sobral, Ciro fazia visitas e pedia votos para o irmão, Ivo Gomes, que disputava a prefeitura de Sobral – ele venceu as eleições. O candidato à Presidência ficou incomodado com uma moto que o seguia. Ciro então teria descido do carro, revoltado com a situação, e xingou o rapaz, tentando agredi-lo.

Publicidade

O problema, para Ciro Gomes, é que o motoqueiro, identificado apenas como Júnior, era dono de um certeiro cruzado de direita. O político foi nocauteado com um único soco no rosto. Ciro ainda teria sido socorrido pelos seguranças e, suportamente, todo o caso foi abafado – de acordo com a apuração da Isto É.

Publicidade

Eleições 2018

Ciro Gomes aparece entre a terceira e a quarta posições no pleito deste ano, de acordo com as pesquisas de diversos institutos divulgados até o momento. O candidato do PDT poderia estar melhor colocado se tivesse recebido o apoio do PT.

Publicidade
Publicidade
Publicidade