in

Cesárea pode trazer sérios problemas para o bebê por nascer antes do tempo ideal

Um estudo feito pela universidade UCPel afirma que 4 de cada 10 bebês estão nascendo antes do tempo ideal. As crianças estão nascendo antes das 39 semanas, o que é o tempo certo de gestação, e com isso podem desenvolver diversas doenças e dificuldade de aprendizado.

Publicidade

Nesse estudo foi constatado que 40% das crianças nascidas no Brasil estava com menor tempo de gestação do que o ideal. “Vivemos três epidemias interligadas. É um grave problema de saúde pública, que pode trazer impacto a curto, médio e longo prazo”, disse Fernando Barros, coordenador do estudo.

Maria Albertina Santiago Rego, que trabalha no Departamento Científico de Neonatologia da Sociedade Brasileira de Pediatria, disse que esses resultados são muito importantes para mostrar qual a necessidade para se tomar as cesáreas que são realizadas no Brasil. Foram analisados os 29 milhões de nascimentos, que aconteceram no ano de 2015, e em 82% dos casos foram realizados partos precoces (37 a 38 semanas) ou prematuros (menos de 37 semanas).

Publicidade

Crianças que nascem antes do tempo tendem a ter maior risco de morte e adoecer no primeiro período de sua vida ou ter problemas de aprendizado no futuro.

Publicidade

Em um estudo realizado em Belarus foi constatado que crianças que têm 6 anos e nasceram com 37 semanas têm um QI relativamente menor do que as que nasceram com 39 a 41 semanas. Já na Escócia, outro estudo confirmou que crianças prematuras precisam recorrer a recursos especiais de aprendizado no futuro.

Publicidade

Em dados preliminares divulgados pelo Ministério da Saúde, cerca de 55% dos partos de 2017 foram de cesáreas, um pouco maior do que em 2016. O que chama a atenção é que esse índice aumenta após haver uma série de iniciativas para reduzir esse tipo de parto. O Brasil tem a segunda taxa de cesáreas do mundo, ficando atrás apenas da República Dominicana.

Publicidade
Publicidade