in

Bolsonaro faz crítica e toma decisão: ‘Chega’

O deputado federal Jair Messias Bolsonaro é candidato oficial à presidência da República e já vem apresentando o seu Plano de Governo para a população brasileira. O presidenciável tem grandes chances de ganhar as eleições 2018, sendo um dos primeiros colocados nas pesquisas de intenções de votos que estão acontecendo por todo o país.

Publicidade

A maior ameaça para Bolsonaro, segundo as pesquisas, é o ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva. Mas ainda há dúvidas se ele irá mesmo disputar a corrida presidencial; diversos juristas afirmam que Lula tem status de inelegível, mas o caso ainda não tem uma conclusão para o eleitor.

Em campanha pelo Brasil, Bolsonaro demonstrou seu descontentamento sobre um fato que vem acontecendo atualmente no Brasil. Segundo ele, os governos que estão passando pelo país estão terceirizando os militares para tudo, desde os combates contra mosquitos até contra violência no Rio de Janeiro; por esse motivo, o deputado afirmou que, no governo dele, a força militar será mais preservada e respeitada.

Publicidade

Na visão de Bolsonaro, as Forças Armadas Brasileiras têm que ser utilizadas somente para ocasiões em que se dispõe de muita necessidade, pois é a força maior armada do país, por esse motivo que lutas simples não devem pertencer aos militares.

Publicidade

Bolsonaro é capitão da reserva das Forças Armadas e sempre levantou a bandeira dos militares em seus discursos, demonstrando apoio à classe em que serviu durante alguns anos de sua vida.

Publicidade

Agora, Bolsonaro inicia a corrida presidencial com intuito de aumentar as suas intenções de votos. Nas pesquisas, o deputado federal lidera (quando não é considerada a candidatura do ex-presidente Lula, que provavelmente terá seu nome barrado pelo TSE  – Tribunal Superior Eleitoral), com isso, Bolsonaro se torna o líder, mas com apenas pouco mais de 25% dos votos.

Publicidade
Publicidade
Publicidade