in

Pastor evangélico ‘dá o último suspiro e vai para o céu’ enquanto pregava em culto

Os cristãos acreditam que Jesus Cristo vai voltar novamente. Mas dessa vez, ele vai retornar como juiz e todos vão ser julgados de acordo com os seus atos. Com isso, o destino da pessoa será selado: ou vai passar a eternidade no céu ou vai para as profundezas do inferno.

Publicidade

Por isso, várias igrejas pregam o evangelho de Cristo, para mostrar o verdadeiro caminho da salvação e da vida eterna. Inclusive, muitos pastores costumam dizer que desejam morrer fazendo a obra do Senhor Deus. Foi isso que aconteceu com um pastor evangélico na última sexta-feira (10).

O líder religioso morreu enquanto estava fazendo a pregação em uma igreja no município de Várzea Paulista, localizada na região do estado de São Paulo. O pastor se chamava Rosinei Marques e tinha 52 anos. O pregador sempre contava o seu testemunho nas igrejas, relatava com alegria como conseguiu se libertar das drogas.

Publicidade

Por causa do envolvimento com entorpecentes no passado, o pregador conseguia auxiliar pessoas que eram dependentes químicos contando a sua história. No passado, enquanto tinha estava no mundo do crime, Rosinei ganhou o apelido de ‘maconha’. Por esse motivo o homem sempre se apresentava nos templos como o ‘ex-maconha’.

Publicidade

Segundo informações do IML, o pastor morreu devido ao infarto fulminante. O fato que aconteceu na semana passada ganhou repercussão no meio evangélico nos últimos dias e provocou grande comoção nos cristãos.

Publicidade

O corpo de Rosinei foi sepultado na cidade de Taboão da Serra, em São Paulo. O fato é triste, mas não é a primeira vez que um pregador morre dentro da igreja.

Publicidade