in

Polícia abre inquérito para investigar pastora acusada de agredir a atriz Letícia Almeida

A polêmica em torno da história da atriz Letícia Almeida está longe de chegar ao fim, isso porque após relatar que era agredida a polícia abriu um inquérito para investigar o caso.

Publicidade

Em uma recente entrevista que concedeu ao jornal Extra, a atriz contou que sofria agressões na casa de seu ex-marido, tanto dele quanto da ex-sogra. Letícia chegou a dizer que foi até a 16ª delegacia da Barra da Tijuca na época para prestar queixa contra sua ex-sogra que é pastora.

A atriz revelou que no dia 20 de junho pediu a Sarah, sua cunhada, que deixasse a carteira de vacinação de sua filha na portaria do condomínio. Segundo ela, quando chegou com o pai para pegar o documento, o carro onde estavam foi fechado pelo pastor Márcio e os seguranças dele.

Publicidade

Letícia diz que foram momentos de terror e que seu pai ficou sem entender nada. Ela que estava no banco de trás com a filha, viu o pastor abrir a porta e tentá-la arrancar a força de seus braços. A atriz relata que começou a gritar desesperada, pois os seguranças estavam segurando seu pai enquanto Saulo, ex-namorado da moça, tentava pegar a menina.

Publicidade

Todas as acusações foram rebatidas pela família de Saulo. De acordo com policias da 16ª DP, um inquérito foi instalado para apurar a verdade sobre o caso. A revelação foi feita ao portal de notícias G1.

Publicidade

A advogada  Maria Tereza Mendes foi procurada pela atriz e pelo pai dela para cuidar do caso de paternidade. Em entrevista, a advogada revelou que o caso segue em segredo de justiça e por conta disso não poderia revelar nenhum detalhe.

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade