in

Cármen Lúcia se irrita com Lula e pode tomar decisão drástica contra o petista

 

O ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva é criticado por muitas pessoas, por conta de seus supostos crimes cometidos, atualmente o mesmo se encontra preso por ter sido condenado no caso do tríplex, em Guarujá, no Litoral de São Paulo.

Publicidade

O petista foi acusado de ter recebido o apartamento de três andares em forma de propina da empreiteira Odebrecht, isso por ter favorecido a empresa privada em firmamentos de contratos com a estatal Petrobrás, no entanto Lula foi condenado em primeira e segunda instância.

A partir do momento em que um colegiado de juízes, no caso o TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4° Região), condena uma pessoa, a Lei da Ficha Limpa interfere e não deixa o indivíduo se candidatar à quaisquer cargos eleitorais, por isso que Lula enfrenta um grande problema.

Publicidade

Desde o ano passado que o ex-presidente vem afirmando que seria novamente presidente da República, desde então vinha liderando as intenções de votos nas pesquisas presidenciais, o que dava a entender que ele vinha com muita força para disputar novamente uma corrida presidencial, desta vez contra candidatos muito fortes.

Publicidade

Entretanto o ex-presidente foi condenado e está preso, mesmo assim está tentando a sua candidatura, a qual já foi anunciada pelo PT (Partido dos Trabalhadores) e será analisada pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Publicidade

É muito provável que o TSE barre a candidatura do ex-presidente, e com isso a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), às vésperas do registro da candidatura de Lula, se irritou com a atitude do ex-presidente e tomou a decisão de apoiar a Lei da Ficha Limpa, neste caso, entendendo que o petista não pode se candidatar.

No olhar da presidente do STF, Lula é inelegível e caso consiga se candidatar, a mesma pode interferir em algo, já que é a figura máxima do poder judiciário brasileiro.

Publicidade
Publicidade
Publicidade