in

Saiba porque as mulheres nunca devem depilar a virilha de acordo com ginecologista

Pesquisas indicam que 87% das mulheres têm o hábito de cortar pelos da região íntima, especialmente no período do verão, no qual anseiam usar biquínis de forma mais livre e sem desprendimento com o corpo. Porém, especialistas fazem alerta no que se refere ao assunto, uma vez que alegam os malefícios existentes advindos da prática.

Publicidade

A depilação feminina já virou algo bastante comum, levando em consideração que faz parte da cultura ocidental, na qual mulheres optam por se depilar na maioria das vezes por questões estéticas. Mas existem controvérsias e questionamentos sobre o tema, pois profissionais de saúde são contra tal procedimento.

Durante uma entrevista para o site The Independent, uma renomada doutora, cujo nome é Vanessa Mackay explicou que os pelos são importantes para a manutenção de uma boa higiene feminina. Ou seja, atuam como agentes protetores da área íntima na proporção em que existem para resguardar o órgão reprodutor.

Publicidade

Os pelos pubianos fornecem uma barreira natural que almeja manter tudo limpo, além de reduzir o contato com bactérias ou vírus, também protegendo a pele delicada daquela região, impedindo que partículas entrem no corpo ajudando a deixar aquela área com umidade, fator que diminui a oportunidade de infecções.

Publicidade

Com relação aos questionamentos referentes ao tema, a ginecologista afirma que "essa irritação é combinada com o ambiente quente e úmido dos genitais, ela se torna um parque de diversões para bactérias que podem causar doenças”.

Publicidade

A prática já é bastante utilizada em países ocidentais, mulheres tendem a se depilar alegando que estão fazendo higienização, todavia, médicos especialistas no assunto fazem alerta. No Brasil, existem mulheres que se depilam com freqüência, sendo todo o mês, já outras optam no período do verão.

Publicidade
Publicidade
Publicidade